Origem do Yoga

postado em: Blog, Yoga | 0

As origens e história do Yoga
Na era pré-védica (6.500 – 4.500 a.C.) as escavações arqueológicas as margens dos rios Indo e Sarasvati encontraram uma grande cidade no sétimo milênio a.C. chamada de Mehrgarth com uma população estimada de 20.000 habitantes. Há registros de comércio na região, produção de algodão e cerâmica de qualidade.

Na era védica (4.500 – 2.500 a.C.) surgiu a composição dos quatro hinos dos Vedas. Em 1.900 a.C. o rio Sarasvati secou completamente. O assentamento humano que havia na região deslocou-se para a região do Rio Ganges e em 3.102 a.C. é o início do kali-yuga.

O sistema social torna-se cada vez mais complexo na Era Brahmânica (2.500 – 1.500 a.C.).

A classe sacerdotal é uma elite que domina a literatura dos Brâhmanas, redação dos Âranyakas (rituais dos ascetas) que viviam nas florestas e de muitos Sutras (ciências, artes, questões jurídicas e éticas).

Na Era Pós-Védica ou Upanishádica (1.500 – 1.000 a.C.) começa o Upanishads os primórdios da tecnologia psicoespiritual indiana. Introduzindo um ritual interno de sacrifício interior renunciando as coisas do mundo. O fim da Era Pós-Védica coincide com o surgimento do Budismo e do Jainismo, duas tradições não-védicas.

Era Pré-Clássica ou Épica (1.000 – 100 a.C.) nesse período houve uma grande efervescência cultural. Confronto entre as diversas escolas religiosas e filosóficas. Integração de dois caminhos espirituais. Da renúncia (samnyâsa) e do dever social (dharma).

Desenvolvimento do Yoga pré-clássico e do Sankhya

O Mahâbhârata foi criado, e seu núcleo o Bhagavad-Gita contando a guerra entre os Pandavas e os Kauravas de uma época anterior foi inserido. É a obra mais antiga de Yoga com o diálogo entre Krishna e Arjuna. A epopéia do Ramayana é posterior ao Mahabharata, a história com 30 gerações antes.

Na Era Clássica (100 a.C. – 500 d.C.) as seis escolas clássicas de filosofia indiana (Nyaya, Vaisheshika, Samkhya, Yoga, Purva Mimansa, Vedanta), lutam pela supremacia intelectual. Composição dos Yoga-Sutras de Patanjali com 196 aforismos. Sendo o primeiro aforismo o Yoga Chitta Vritti Nirodha, ou seja, “o yoga é a cessação das oscilações da mente”.

Na Era Tântrica/ Purânica (500 – 1.300 d.C.) o esforço de uma síntese filosófica e espiritual a partir das várias escolas. O Tantra deu legitimidade ao princípio cósmico feminino (shakti). A Criação dos Puranas, síntese de conhecimentos filosóficos, mitológicos, rituais e importantes informações sobre o Yoga.

Na Era Sectária (1.300 – 1.700 d.C.) o movimento de devoção religiosa – bháktico surgiu. Nele destacou-se a inclusão da dimensão emocional no processo psicoespiritual.

No período da Era Moderna (1.700 – Época Atual) houve o colapso do Império Mogul e na presença das nações europeias. Anexação da Índia pelo Império Britânico, destruição progressiva dos valores culturais e espirituais indianos pela ciência e materialismo ocidental.

Vários mestres e discípulos indianos vão levar seus conhecimentos para o Ocidente. Segundo Jung: “Ainda não nos ocorreu o pensamento de que, enquanto estamos predominando sobre o Oriente pelo exterior, é possível que ele esteja estreitando suas amarras sobre nós no interior”.

Saiba mais sobre o yoga, venha conhecer o espaço Yoga Casa Verde e cuidar da sua mente e corpo. Agende sua aula experimental gratuitamente e conheça essa técnica milenar que já mudou a vida de muitas pessoas!

Referências Bibliográficas:

Do Livro Tradição do Yoga

Prof. Maria Fatima da Silva Bibliografia: Yoga para Crianças Ed.

Seguir Profª Fatima:

Olá, eu sou a Fátima, professora da escola de Yoga Casa Verde. Há cerca de 20 anos ministro aulas de Yoga. Nesta minha jornada sei que preciso aprender e me aprimorar sempre para poder ensinar, pois eu sei que cada aluno é diferente. O Yoga é uma fonte inesgotável de conhecimento que traz Luz para todos que se comprometem a ensiná-lo e a praticá-lo. Namaste